Freak, as in freakdom

Um blag sobre cultura, política, memes e… software livre!

Maldito ć

without comments

Não é a primeira vez que me deparo com um GNOME com língua padrão inglês em que, após configurar o teclado como US International, a combinação de teclas ‘ (acento agudo) e c gera um ć. Isso ocorre porque o GNOME (em inglês) não sabe em qual língua seu suposto usuário irá escrever. Por decisão de alguém que com certeza não fala português, a opção padrão ficou ć.

Para habilitar o ç, basta dizer para o GNOME que o inglês deve estar no grupo das línguas que o utilizam como padrão. No gNewSense (a distribuição 100% software livre que utilizo em meu lemote), basta editar o arquivo /usr/lib/gtk-2.0/2.10.0/immodule-files.d/libgtk2.0-0.immodules (ou algo que o valha, a versão da GTK pode mudar em seu sistema) com qualquer editor de texto, como o gedit. Nesse arquivo, no segundo bloco de configurações (ou outro, basta atentar para o im-cedilla.so), adicione :en ao final da linha, dentro das aspas:

“/usr/lib/gtk-2.0/2.10.0/immodules/im-cedilla.so”
“cedilla” “Cedilla” “gtk20″ “/usr/share/locale” “az:ca:co:fr:gv:oc:pt:sq:tr:wa:en

Encerre sua sessão e logue novamente. Divirta-se com seu ç. Ah, e se alguém souber como fazer o ć depois disso por favor me avise, pois deu o maior trabalho fazer esse post… er… acho que não vou mais precisar do ć!

Obs: não testei, mas isso deve funcionar em qualquer outra distro, como Ubuntu e Debian. Também não descobri como fazer isso na interface gráfica (mudar a língua padrão do sistema com certeza resolve, mas queria ficar com a interface em inglês).

Written by Rodrigo R. Silva

abril 30th, 2010 at 7:36 pm