Freak, as in freakdom

Um blag sobre cultura, política, memes e… software livre!

Arquivo da tag ‘freecad’

Qual é o melhor CAD livre?

Hoje recebi um e-mail do Hilton Fernandes, hacker e colega da Poli, perguntando sobre a melhor opção em software livre para CAD. A verdade é que não há um, mas alguns CADs livres que se adequam a diferentes tipos de projetos. É claro que nenhum CAD livre cobre todas as funcionalidades de programas proprietários como o AutoCAD, já que são todos relativamente recentes, mas com certeza já são robustos e completos o bastante para as necessidades de grande parte dos usuários.

Freecad 0.10

Modelagem 3D no Freecad 0.10

O QCAD, licenciado sob a GNU GPLv2, é o mais conhecido – talvez por já estar há bastante tempo no repositório das principais distribuições, talvez pelo uso nativo de DXF, bem compatível com AutoCAD -, mas é adequado apenas para projetos simples de arquitetura e engenharia civil, já que é limitado a desenhos 2D, e também tem funções básicas de design de circuitos elétricos. Mas o maior problema é que a sua versão mais atual é sempre proprietária (QCAD Pro) e a versão livre (Community) é uma versão ultrapassada. O QCAD Community mais recente é de 2005 e, pelo que ando ouvindo, a Ribbonsoft, empresa responsável por todo o desenvolvimento, não vai mais lançar a versão Community. Além disso, no Community eles simplesmente removem ferramentas como polyline.

A falta de uma comunidade – pois a Ribbonsoft sempre fez o desenvolvimeto internamente – é outro grande problema do QCAD. Até pouco tempo ninguém se aventurara a fazer um fork porque (esperava-se que) logo a versão Pro seria liberada como Community assim que houvesse um novo lançamento. Com a cada vez menor frequência de lançamento e os rumores de que não haveria mais uma versão livre, surgiu o Caduntu, que atualizou para o Qt4 e incorporou patches de outros derivados já mortos. O Caduntu é multiplataforma: funciona em GNU/Linux, Windows e Mac.

O FreeCAD também é interessante, e está recebendo novos recursos muito rapidamente. Ótimo para trabalhar com 3D – o que não dá pra fazer com o QCad e derivados. No entanto, o Yorik van Havre (que é belga mas mora no Brasil e já apareceu em reuniões do PoliGNU) tem feito várias melhorias ao módulo 2D. Talvez não seja o mais utilizável ainda, mas é o mais promissor. Assim como o Caduntu, o FreeCAD também é multiplataforma. Entre outras qualidades, ressalto a facilidade de criar extensões em Python e de automatizar tarefas com macros.

Sonda espacial Cassini renderizada no BRL-CAD

O BRL-CAD é muito avançado para projeto mecânico 3D (tem até cálculos de balística), e é desenvolvido pelo exército americano há 25 anos, mas a interface gráfica praticamente inexiste na versão estável, mas está em desenvolvimento.

O suporte a importação de arquivos no formato DWG, muito popular por ser o padão do AutoCAD, ainda é uma deficiência em todos eles. Identificamos isso há mais de um ano nas pesquisas que o PoliGNU realizou no Projeto CAD Livre, em parceria com o Escritório Piloto, e colocamos a mão na massa. Esperamos que em breve a LibreDWG esteja estável* e pronta para ser incorporada nesses softwares.

*Já é possível importar arquivos DWG no GRASS, um software livre de georreferenciamento. Farei um post sobre isso em breve.

As imagens são de propriedade de seus respectivos autores.

1 comentário

Escrito por Rodrigo R. Silva

novembro 17th, 2010 at 1:10 am

Publicado em CAD,Engenharia

Tagged with , , , , , ,